Flyer ou Folder?

Já sabemos que a papelaria corporativa é fundamental para o setor comercial de uma empresa. É na interação com o cliente, com os parceiros de negócios e até mesmo entre os funcionários da corporação que se estabelece a fixação e memorização de uma marca. Porém muitas dúvidas ainda surgem na hora de escolher as peças gráficas ideais para representar a empresa visualmente.

Além do cartão de visita, papel timbrado e envelope é necessário acrescentar um material promocional de divulgação, para apresentar a empresa  e os serviços ou produtos que ela dispõe.

Nesse caso, é  muito comum surgir a pergunta: o que devemos escolher? Flyer ou Folder?

Você sabe a diferença?

Para a maioria da população não há diferença. Mas há uma grande distinção.

Um Flyer é um material impresso para feito para "voar". O "flyer", que em inglês significa voador, ganhou este nome devido a sua velocidade de distribuição. É um material de conteúdo sucinto, com poucas informações, porém, se diferencia dos outros impressos da categoria (ex. panfleto) por ter uma qualidade superior.

O flyer se tornou muito comum na divulgação de eventos que necessitam uma rápida distribuição e em grandes quantidades. Ele tem dimensões reduzidas (A5 ou menor), pode ter apenas um lado impresso, ou ser frente e verso. É um material para alta distribuição, com baixo custo de produção.

A palavra folder, em inglês, significa “dobrador”, ela é derivada da palavra “fold”, que na tradução livre significa “dobrar”. Então sempre que seu impresso tiver dobra, é folder!

Geralmente os "folders" são usados como pequenos portfólios de empresas, por esse motivo contam com uma impressão mais sofisticada, como por exemplo: aplicação de verniz brilho e laminação fosca. Não possuem formatos padrões definidos, mas seguem uma normatização com capa, apresentação do produto ou serviço e dados para contatos.

E aí? Qual o material mais indicado para você?

Quer uma ajudinha para apresentar sua empresa?

Entre em contato conosco!

Gallery Wall

Quando o assunto é decoração, uma tendência que tem feito minha cabeça é a Gallery Wall (galeria de parede).
 
 
Basicamente a gallery wall é uma parede que escolhemos para fazer uma galeria de imagens, com vários quadros juntos!
 
 A tendência surgiu como uma forma criativa de pendurar um conjunto de quadros, fotos, posters ou desenhos na parede, dando aos ambientes uma cara charmosa e descolada.

As Galerias podem ser assimétricas ou milimetricamente organizadas. Podem ter quadros clássicos ou  despojados. Podem exibir porta-retratos, frases, letras e até chapéus.

Montar uma composição decorativa nas paredes está super na moda, sem falar que é uma atividade superdivertida. 
 
Minhas dicas para não errar na composição:
  • Tente manter alguma coisa em comum, que “conecte” todas as imagens e crie uma unidade visual entre elas.
  • O legal é usar frases, imagens, gravuras e fotos que tenham a ver com a sua personalidade e o seu ambiente.
  • Capriche nas molduras pois ela dão um toque todo especial na composição final.
  • Antes de pendurar os quadros faça uma simulação usando cartolina e fita crepe assim você consegue visualizar o resultado e não prejudica as paredes.
 
Gostou?
 
Quer uma ajudinha para compor as imagens? Fale conosco!

Tendência Vintage Industrial

Apartamentos novos surgem a todo momento, as plantas  estão cada vez mais compactas e isso exige alternativas funcionais e ao mesmo tempo elegantes na hora de decorar.
 
Dessa vez a inspiração vem de um passado não muito distante ocorrido na capital do mundo: Nova York.
 


Foi entre os anos 1950 e 1970 que o estilo industrial chegou à decoração graças à transformação de galpões e estúdios em lares. Esses espaços amplos, repletos de tijolos e tubulações aparentes, madeira, metal e muito concreto inspiraram e deram origem a espaços compactos supercontemporâneos e cosmopolitas que dispensam paredes em prol de ambientes integrados com muito conforto e brasilidade. 
 

A mistura de estilo na decoração é a técnica mais adaptada e utilizada nos lares atuais, uma vez que, dentre tantas personalidades de moradores, é difícil se ater apenas a um estilo decorativo. Essa mistura permite que, a partir de novas composições, ambientes diferentes sejam criados e dificilmente copiados, pois possuem um caráter personalizado, ou seja,  com a assinatura de cada morador. 

A decoração industrial costuma apresentar fios e tubulações aparentes, peças rústicas, recicladas, metais e objetos de ferro oxidado que ganham charme e um toque de sofisticação se aliadas às peças de estilo vintage. 

Outro ponto fundamental para dar mais charme ao ambiente é acrescentar na decoração peças de arte. Gravuras, colagens geométricas, jornais antigos e peças de grandes proporções também estão em evidência. Se quiser ousar um pouco mais, escolha o grafite: uma arte urbana que pode ser feita direto na sua parede ou em forma de quadros.

Inspire-se em nossas dicas que vão lhe ajudar a decorar até os menores espaços com essa combinação de sucesso.

Offers and bonuses by SkyBet at BettingY com